quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Malvados de "Cúmplices de Um Resgate" fazem sucesso

Na novela “Cúmplices de um Resgate” (SBT), os vilões Regina (Maria Pinna) e Geraldo (Nando Pradho) não precisam sujar as mãos na hora de fazer suas maldades. Eles contam com a ajuda de um trio de capangas que até cumprem suas missões, mas sempre de maneira divertida e atrapalhada. Assim, Sandro (Miguel Nader), Navarro (Luciano Vianna) e Vargas (Carlos De Niggro) acabaram conquistando o público. 

“Estou assustado com essa repercussão, pois as crianças nos abordam, nos chamam de ‘Meu Malvado Favorito’ (filme de 2010), dizem que gostam dos capangas, mesmo que eles façam maldades com a Isabela ou com a Manoela”, diz Nader, referindo-se às gêmeas vividas por Larissa Manoela.

O que chama a atenção no trio atrapalhado é o fato de cada um ter um jeito diferente. Sandro, por exemplo, é o fortão, com cara de mau, que, na verdade, morre de medo de tudo. “Até quando a Isabela grita, ele começa a tremer todo (risos)”, fala Nader. “Além disso, ele é o mais emotivo, já demonstrou que, no fundo, tem um bom coração. Mas precisa ser mau porque diz ser um grande profissional naquilo que faz”, completa.

Já Navarro é o mais sério. Líder do grupo, ele coloca ordem no trabalho. “Ele acha que é um galã e vive paquerando as mulheres, principalmente a empregada da mansão, a Laura (Camila Demaman)”, fala Vianna. “E ele é o único que consegue enfrentar a Regina e o Geraldo, colocar algum tipo de limite na vilania deles, embora acabe cedendo e seja comprado por uma boa quantia de dinheiro.”

Vargas é o mais cômico. Metido a ilusionista, ele vive criando truques durante as missões do trio. “É o artista do grupo e acredita ser um grande mágico, o que na verdade não é”, comenta De Niggro. Para os intérpretes, a maior maldade do trio até o momento, em “Cúmplices de um Resgate”, foi ter sequestrado Manuela e ainda manter Isabela refém. (Folhapress)