terça-feira, 17 de maio de 2016

Sabrina Sato e Duda Nagle: paixão assumida

Em uma casa no condomínio Magic Village, onde ficaram quatro dias, os namorados fazem declaração de amor. (FERNANDO BARROS)
Uma arrebatadora história de amor vem transformando a vida de Sabrina Sato (35) e Duda Nagle, que completará 33 anos no próximo dia 17. Namorados desde março, a apresentadora e o ator já demonstram uma intimidade e um companheirismo raros de se ter em tão pouco tempo de relação. “Parece que nos conhecemos há anos pelo respeito e pelas nossas conversas. Estou apaixonada”, afirmou Sabrina, que assume ter tomado a iniciativa na paquera em rede social. “Curti uma foto e mandei uma mensagenzinha. Ele achou que era pegadinha! Estava com medo de não ser eu até a hora de a gente se encontrar”, entregou ela, em viagem com o ator a Orlando, onde se hospedaram no condomínio Magic Village.


Os quatro dias de descanso marcaram a comemoração de dois meses de relação entre Sabrina e Duda. Intensos, eles transformaram cada momento juntos em algo único e especial. “Estou feliz. Sabrina é uma companhia boa, muito bacana. Viramos crianças na montanha-russa”, destacou Duda, encantado pela amada. O ator fez questão de logo oficializar a história de amor dos dois para sua mãe, a jornalista Leda Nagle (66). “Ela joga umas indiretas sobre netos”, revelou o galã, que, logo após a viagem, levou a jornalista para passar o último domingo, 8, Dia das Mães, na casa da namorada, em São Paulo. Ela e o ator ainda não dividem o mesmo endereço. “Mas a gente fica junto direto”, reforçou a apresentadora da Record.

A felicidade deles vai além da vida pessoal. O casal também compartilha uma ótima fase profissional. Enquanto a apresentadora completa dois anos bem-sucedidos com o Programa da Sabrina, Duda festeja o primeiro papel de protagonista na novela do SBT Cúmplices de Um Resgate. “Acho que a minha carreira foi muito influênciada pelo o que eu vivo. Estou completa, feliz. É um momento de muitas realizações. Porém, sou uma pessoa que não gosta da zona de conforto. Ainda tenho muitos sonhos”, garantiu a estrela.

Sabrina, foi a primeira vez que você tomou a iniciativa em uma paquera?
Com certeza. Sou tímida, apesar de não parecer. Sempre namorei amigos, pessoas com quem tinha convivência. Como trabalhei nas minhas sessões de terapia, temos de aprender a escolher. Então, tomei a atitude certa. Mas acho que nos escolhemos.

Duda – Conhecia a Sabrina só de eventos, de falar oi, tudo bem. Começamos a flertar virtualmente. Likes para cá, likes para lá... E o papo migrou para o telefone. Brinco que ela já é um evento, está sempre rodeada de gente. Por isso, a tecnologia nos ajudou. O papo foi entre eu e ela.

Sabrina – Ele era totalmente diferente do que imaginava. Me surpreendeu em todos os sentidos. É mais maduro, cuidadoso, com um caráter fora de série e amoroso. E seus valores familiares são parecidos com os meus.

Vocês dois são sarados. De início, a forma física foi o que chamou mais atenção?
Sabrina – Ele é todo bonito, e isso a princípio chama a atenção. Mas sabe o que acho nele de mais lindo e fofo? A carinha, que parece a de um ursinho. Outro dia falei isso para o Duda e ele ficou bravo comigo.

Duda – Não tenho como medir as qualidades que foram me atraindo nela. Foi o conjunto todo. Agora, conheço mais o seu lado pessoal. Sabrina é brincalhona, mas supercarinhosa e atenciosa no dia a dia.

Vocês são ciumentos?
Sabrina – Duda disse que era um pouco, mas eu não sou. Ele imaginava que eu fosse provocar muitos problemas por eu gostar de usar short, por exemplo. Mas não tem nada a ver. Acho que é muito mais uma questão de ter segurança em relação ao outro.

Duda – Nunca senti nenhum constrangimento em relação a isso. A gente nunca passou por nenhuma situação de ciúme.

Pensam em casamento?
Sabrina – As pessoas acham que sou obrigada a casar porque tenho 35 anos. É claro que quero isso, ter filhos... Mas tenho um certo medinho. É muita pressão em cima de nós, mulheres contemporâneas. Ainda quero curtir essa fase. Essa necessidade de entrar na igreja já passou um pouco. Mas tenho vontade de usar um vestido de noiva e tenho mais ainda o desejo de ser mãe.

Uma relação intensa tira as atenções do trabalho?
Sabrina – Ajuda a me dar mais gás. Acho que sempre na minha vida foi tudo assim, junto. Duda é supercompanheiro e ele me auxilia a estudar pautas. Ele torce muito por mim e eu, por ele.

Duda – Tenho trabalhado bastante e também acompanhado o dia a dia dela, com um volume de atividades inacreditável. Está sendo o maior barato poder participar disso tudo de perto.